_ *****************************************************************************

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Que não, mamãe!

Nossa quanta coisa pra contar, tantos dias sem vir aqui, ja estava com saudades.
Passamos o fds do Dia das maes la em Barra do Pirai, nossa cidade. Viemos so na terça, um dos motivos do meu sumiço. Chegando aqui resolvi aproveitar que tinha que desfazer as malas resolvi dar uma arrumada numas coisas que estava 'adiando', com isso nao tinha tempo pra nada porque tinha que cuidar do Miguel(esta impossivel, me deixando doida)e acabar de arrumar as coisas. Hoje tudo mais calmo e no lugar pude vir aqui um pouquinho.

Hoje Miguelito esta fazendo 1 ano e 6 meses cheio de novidades, agora esta um papagaio, nossa repete tudo que a gente fala e como ta falando....Percebo que esta assimilando bem s objetos. Esses dias estava na cozinha faendo o almoço e daqui a pouco vejo o Miguel com uma vasilha grade de plastico na cabeça, perguntei pra ele o que era e ele me respondeu; - ecete moto, mamae (capacete da moto) me espantei pq ´´e uma palavra que nao tinha ensinado pra ele, ouviu em algum lugar e ja gravou.
Ja pede o que quer comer e a maioria ja sabe o nome, algumas palavras so sendo mae pra descobrir o que ele quer mas a maioria ja fala direitinho; papa, leite, suco, anana, pao,denden ( nao sei explicar o pq mais significa maça, rs), utuo(uva), agua... Por falar em comida ta ai um probleminha agora, fase complicada essa. Noa posso reclamar em relaçao as frutas pq se deixar come o dia todo, gosta de todas as frutas, AMA uva, maça,banana e kwiui nao pode ver mas em relaçao ao almoço e jantar a situaçao ta complicada. ´´E so Miguel ficar doente uns dias que fica assim, come umas colheradas e so. Da primeira vez que aconteceu conversei com a pediatra e ela me orientou a nao dar nada a n~~ao ser o almoço nesse horario mesmo que ele peça pra ele nao acostumar e ficar me chantageando. Segui as orientaçoes, alguns dias davam certo outros nao. Estou evitando dar as coisas pra ele antes do almoço pra ver se fica com fome, faço coisas variadas mas nao ta adiantando. Mas ao mesmo tempo fiquei pensando que estou comparando o que o Miguel comia antes. Resolvi pesquisar sobre a falta de apetite, ate que ponto e normal e a idade que começa a aparecer. Encontrei um artigo, nao tinha referencias vou colocar so o endereço(http://www.hbpscs.com.br/artigos/nutricao_infantil.pdf). Achei bem explicativo e da umas dicas interessantes.


NUTRIÇÃO INFANTIL

Meu filho não come: quando a falta de apetite preocupa

"Meu filho não come!” Essa é uma das principais queixas dos pais de crianças em
idade pré-escolar (entre 1 e 6 anos). Muitas vezes eles têm razão: a garotada nessa faixa
de idade realmente costuma comer menos, por diversos motivos.
Mas é preciso tomar cuidado para que a preocupação não seja exagerada. A
princípio, o apetite realmente diminui nessa fase porque, ao entrar no segundo ano de
vida, o ritmo de crescimento da criança cai e, por conseqüência, sua necessidade de
calorias diárias também. Isso se reflete na fome da criança. Confira, no final desta página,
a tabela de Recomendações de Ingestão Energética (RDA) para crianças até 10 anos.
Além das diferenças decorrentes da faixa etária da criança, a falta de apetite pode
estar relacionada com o comportamento dos pais, listados a seguir:
· A mãe oferece muita comida à criança, sem levar em conta o tamanho de seu
estômago. Ela não agüenta comer tudo.
· O intervalo entre as refeições é irregular, está muito curto e cheio de "belisquetes".
· A criança não come por que não tem fome.
· Nessa idade o mundo ao redor é muito mais interessante e curioso, e o ambiente
não ajuda: há muito barulho e confusão durante a refeição. A criança não
consegue se concentrar no ato de comer.
· A criança já percebeu que, se recusar a comida, seus pais irão fazer diversos
malabarismos para que ela coma. Ela decide então se divertir e não come...
· Existem mães que ficam tão aflitas porque seus filhos não comem, que trocam a
refeição por lanches ou outras guloseimas. Quando a criança entende o processo,
faz chantagem para receber o "prêmio".
· Promessas do tipo "se você comer tudo, ganha chocolate" só servem para
superestimar o doce e diminuir o valor da comida.
· A comida não está gostosa, falta sal e temperos. Ela precisa ser saborosa para
que a criança sinta prazer em comer.
· A mãe repete o mesmo cardápio todo santo dia. É natural que a criança acaba se
desinteressando pelo alimento.
· A mãe, ansiosa para que o filho se alimente, passa esse sentimento para ele,
angustiando-o e interferindo na sua vontade de comer.
· Apesar de serem mais fáceis de ingerir, papinhas passadas no liqüidificador não
estimulam o bebê a mastigar e a reconhecer o sabor dos alimentos. Por
conseqüência disso, ele acaba por não desenvolver seu paladar.
· Não respeitar o gosto da criança. As características funcionais das papilas
gustativas são determinadas pela genética. Isso significa que, ao nascer, a criança
já tem algumas preferências (e aversões) alimentares que precisam ser levadas
em consideração.
· Tem dentinho novo na área. A gengiva se torna dolorida e fica mais difícil de
mastigar os alimentos. Muita calma (e paciência) nessa hora, mamãe!

E agora, como resolver essa falta de apetite?

Alguns desses fatores, ou mesmo todos eles, são armadilhas comuns para a
maioria dos pais. Quando a inapetência tem as características citadas acima, é conhecida
como falta de apetite de origem comportamental.
O melhor é evitar tais comportamentos, pois consertá-los é mais difícil. Eis
algumas dicas para evitar ou reverter o quadro:
· Entre na luta sabendo que a batalha vai ser dura. Mudar o comportamento
alimentar de uma criança não é tarefa das mais fáceis. Tenha paciência e seja
firme (e flexível, de vez em quando).
· Estabeleça horários para as refeições e para os lanches, com intervalos de duas a
três horas para crianças entre 1 e 6 anos e de três a quatro horas para os que
estão em fase escolar.
· Não troque a refeição principal por outro alimento. Se a criança não quiser comer,
aguarde meia hora ou uma hora e ofereça novamente a mesma comida. Se ainda
assim ela recusar, espere mais tempo até que ela dê sinais de está com fome.
Mas, antes de tudo, certifique-se de que ela gosta do que está sendo oferecido.
· Criança troca facilmente a refeição pelo suco. Por isso, limite a ingestão de
líquidos (sucos e água) durante a refeição (antes ou depois dela, libere). A
capacidade gástrica da garotada é limitada e não vale a pena enchê-la com
líquido. Vai faltar espaço para a comida. Espere a criança comer parte da refeição
para então oferecer suco ou água e deixe o refrigerante para os finais de semana.
· Esqueça artimanhas do tipo "se comer tudo, ganha um brinquedo", "se não comer,
fica de castigo". Caso contrário ela vai supervalorizar o prêmio e odiar a comida,
que a castiga. Seja honesto com seu filho.
· Seja firme com a criança, mas não extremamente rígido, para não deixá-la
angustiada e ansiosa. Um chocolate fora de hora, de vez em quando, até que faz
bem, é divertido e gostoso.
· Criança pequena tem estômago pequeno, por isso nem adianta encher muito o
prato. Senão só de olhar, ela já vai ficar saciada. Coloque pouca comida e, se a
criança quiser repetir, coloque menos ainda.
· Evite artifícios como "aviãozinho", "televisão" e "disfarçar os alimentos". Eles
duram pouco e você vai ter que estar sempre inventando novidades. Haja
imaginação!
· Visite o pediatra, sempre.
Apesar dos toques, o pediatra é a única pessoa que tem condições de diagnosticar se
a diminuição de apetite da criança é natural, de origem comportamental ou orgânica.


Selinho




Ganhei esse selinho da mamae polvo. Amei!!!

Darei pra 10 amigas;

http://omundodadanigarcia.blogspot.com
http://desconstruindoamae.blogspot.com
http://desconstruindoamae.blogspot.com
http://clarinhacoqueirinho.blogspot.com
http://sarahejulia.blogspot.com
http://vivian-coisasdemenino.blogspot.com
http://fabijulia.blogspot.com
http://agrandeesperadavida.blogspot.com
http://mamaetatha.blogspot.com
http://qualquerjeito.blogspot.com




Pra nao ficar maior o post amanha conto sobre as vacinas que meu pequenino tomou essa semana.






Bom fds


beijinhos

2 comentários:

Alice disse...

Olá Carol. Obriada pela visita. Vou seguir seu cantinho tbm. bjs

Vivian disse...

Ai, brigada querida! Só agora vi que tinha selinho pra gente!
Adorei!
Bjos